Natal sozinho e em casa: seleção de filmes, séries e comidas para passar as festas de final de ano

Olá, Gurias! Tudo certo com vocês? Comigo sim! Em ritmo de final de ano, férias batendo à porta e selecionando os filmes e séries que assistiremos no Natal - sim, ficaremos por aqui, marido e eu apenas. E são inúmeras as razões para essa decisão, além do fato de que desde que estamos juntos, decidimos que não comemoraríamos datas que envolvessem comércio (e sempre que posso, lembro esse detalhe por aqui no blog também rsrs). 


natal em casa ideias de como passar as festa de final de ano em casa por causa do covid19

"Mas Ana, então você não fica com a sua família? Você não tem tradições? Você é brigada com todo mundo? Não ama eles? Você não tem coração? Olha, vai se arrepender disso quando as pessoas morrerem..." Sim, já escutei isso inúmeras vezes. E sim, perdi vários familiares e amigos que amo nos últimos anos. A propósito, 2020 bateu o récorde. Perdi a tia que escolhi para madrinha de crisma e me divertia muito, a tia mais velha da família e que sempre tomava chimarrão comigo quando passava por Joinville e meu avô materno. A dor da perda é tão grande quanto se eu estivesse sempre junto. O que acalma meu coração é saber que os momentos que estivemos juntos, foi de qualidade. foi de amor e convivência real. E sim, tenho medo enorme de perder minha avó paterna, meus pais, minha irmã e sobrinhos, meu marido, amigos com que convivo diariamente, primos, tios e amigos que moram longe. Mas já aprendi que não é o fato de passar o Natal juntos que me libertará disso. 

Às vezes (raramente!) viajamos ou passamos com algum familiar - já que as nossas famílias comemoram essas datas. No entanto, esse ano (por questões óbvias, atreladas ao meu ponto de vista sobre COVID-19), não me sinto à vontade para estar na casa de outras pessoas, nem para viajar e nem para receber gente aqui em casa; segundo, porque o marido não estará de férias, ou seja, continuará trabalhando entre natal e ano novo... 

Então, assim como tantos outros anos, passaremos em casa, no nosso núcleo familiar. E olha, com a experiência de outros natais, ano-novo, páscoa, aniversário... que normalmente passamos assim, longe de TODA a família, para você que nunca passou dessa maneira, posso dizer uma coisa: respira e aproveita o lado bom das coisas. NÃO É O FIM DO MUNDO! 

Vou aproveitar que estou fazendo a nossa listinha e compartilhar com você o que temos o hábito de fazer por aqui...

Clima de Natal em casa

Já tem anos que não tenho o hábito de fazer uma decoração toda cheia de detalhes. Mas a gente sempre pode selecionar alguns detalhes para deixar o momento mais feliz. Uma das coisas que gosto, é de comprar uma flor de natal, conhecida também como "bico de papagaio", ou, pelo seu nome oficial "poinsétia". É uma decoração que me traz boas lembranças, como por exemplo, a minha mãe e sua imensa árvore de natal, cheia dessas flores. Para mim, tem um ar de amor e família! É como se viajasse no tempo...

Teve um ano que fiz um jogo americano natalino, inclusive ensinei aqui no blog. Quem sabe vale a pena você conferir as publicações aqui do blog sobre decoração e músicas de Natal e colocar a mão na massa - ou melhor, nos tecidos!

flor de natal poinsétia

Que comidas fazer quando passamos o Natal sozinhos?

Agora que já entrou no clima, está na hora de planejar a comilança. Essa é uma parte que eu gosto de planejar com carinho. Uma das razões que nos faz não querer a grande reunião de família, é o quanto de comida (tradicionalmente) acaba se desperdiçando nessas datas (e outras festas também!). Então, aqui planejamos da seguinte maneira:

  • o que queremos comer
  • o que faremos
  • quantos dias ficaremos em casa e precisaremos preparar algo
Feito isso, vou às compras uns dias antes. Normalmente não fazemos nada mirabolante. Gosto muito de um prato chamado "lechón al horno", que leva horas (de um dia para o outro!) para ficar pronto. Como nesse período acabamos dando uma emendada e temos mais tempo, é um dos pratos que já fizemos algumas vezes rsrs Queijos, petiscos e bebidas, também não podem faltar! 

Outra coisa que gosto muito, é de algumas frutas que só encontro nessa época do ano: uva e cereja. Então, nessa semana, compro frutas para comer o tempo inteiro rsrs 

sim, as frutas compro na véspera, que inclusive é quando tem os melhores preços! Em especial a cereja rsrs. Ah, já os panetones e chocotones, gosto de comprar uns dias depois do Natal. Acho o cúmulo pagar o dobro do preço só por comprá-los três ou quatro dias antes! 

Quando sei que vamos ficar dias em casa, sem fazer nada, gosto de preparar sobremesas simples e ter comidas rápidas a mão - como por exemplo, aqueles pacotes de macarrão prontos da F.I.R.M.A.Italia sobre os quais falei há algum tempo aqui no blog. Também temos o hábito de comprar algumas comidas congeladas (ou preparar com antecedência), assim não passamos o feriado choramingando que não tem onde sair para comer e nem disputando quem terá que ir para cozinha. 

O que fazer para passar o tempo em casa

Sejamos sinceros, Natal em família é sempre a mesma coisa: colocar uma roupa bonita, para ficar fazendo as mesmas piadas a vida inteira. A diferença é que tem mais gente (e sim, sempre tem aquele parente que a gente só vê no Natal). Mas dá para selecionar coisas que gostamos de fazer e trazer para esse momento de Natal em casa, sem toda a galera reunida...

Se ainda não tem uma lista com as coisas que você gosta e está procrastinando, essa é a hora. Bora pesquisar filmes, livros, músicas, jogos...

Por aqui, tenho o hábito de ligar ou pelo menos mandar uma mensagem para os amigos e familiares. Passo uma parte do tempo fazendo isso rsrs Depois de todo mundo felicitado, procuro me desconectar do celular e da internet (afinal, ficar vendo o que os outros estão fazendo nesse dia, NÃO É UMA BOA IDEIA! Sério, a gente pode achar que o outro está mais feliz e aí, dar bode rsrs) e vou curtir a vida. 


É tal qual como quando tem uma festa, a gente não vai, e fica em casa vendo as publicações nas redes sociais das pessoas que foram. Ficamos achando que as pessoas na festa estão amando. Sofremos. No dia seguinte, ao conversar com quem foi, descobrimos que nemmmm foi tudo aquilo para todo mundo. Então, desconecte-se!


Durante o dia 24, cada um cuida da vida. Marido chega do trabalho e é um final de tarde como se fosse uma sexta-feira ao terminar o expediente. À noite, jantamos, jogamos vídeo game ou assistimos séries. Já no dia 25, temos o hábito de assistir filmes natalinos (sim, aqueles que estão em alta nessa semana que antecede o Natal, deixamos para ver tudo no dia de Natal rsrs) e comemos (confesso que eu acabo sempre comendo MUITO mais do que deveria rsrs).  

Então, a dica para se divertir no Natal sozinho é:

  • siga as tradições que você respeita e acredita
  • fale com quem você ama (compartilhe fotos, vídeos, faça uma ligação por vídeo...);
  • desconecte-se das redes sociais;
  • tome um banho demorado e coloque uma roupa que você gosta. Vale até pijama, por quê não?
  • alimente-se!
  • hidrate-se!
  • pegue aquela lista de coisas que você gosta de fazer e que sempre diz que não tem tempo, e coloque em prática: 
    • assistir filmes;
    • séries;
    • ler livro;
    • passar o tempo com seu animal de estimação;
    • games;
    • jogos de tabuleiro;
    • namore;
    • cante;
    • dance;
    • durma;
  • se for beber, lembre-se de conferir se tem um kit de ressaca; (engov, epocler e isotônico. Aliás, isotônico é o melhor. Se tomar umas duas garrafinhas depois da bebedeira, nem precisará dos outros remédios de ressaca no dia seguinte rs);

Algumas pessoas (e empresas!) já estão fazendo listas de filmes! Se ainda não tem a sua, vale a pena conferir essas...

Em resumo, o Natal, Ano-novo, páscoa... pode ser bom mesmo sem estarmos com milhões de pessoas que amamos ao nosso redor. Só precisamos encontrar as coisas que gostamos de fazer e deixar o "ninho" preparado antes. Assim, não passamos raiva e não nos decepcionamos consigo. Ao mesmo tempo, se tivermos uma programação e comidas que gostamos, a chance da tristeza bater é muito menor. 

E não, não estou dizendo que a SAUDADE não irá bater, porque aí seria uma grande mentira. A saudade bate e bate forte. Mas não precisamos nos desesperar, porque estar longe fisicamente não significa que amamos menos ou que não sentimos algo pelas pessoas. 

Aprendi isso na marra! Quando criança meus pais trabalhavam fora e passávamos a maior parte do tempo longes. Quando adolescente, resolvi que queria ser freira e fui morar em um convento que ficava quase mil km longe da casa dos meus pais, familiares e amigos. Depois de adulta, meu marido trabalhou por tempos em uma multinacional e chegava a ficar 6 meses em outros países - enquanto isso, eu morava em uma cidade que não tinha ninguém da família! Os anos passaram, ele trocou de emprego e acabamos mudando para outra cidade. Agora passamos a maior parte do tempo juntos, mas continuamos morando em uma cidade que não temos nenhum familiar próximo - os mais pertos, ficam há pelo menos 3 horas, de carro. Então, sim, tive que aprender a viver comigo mesma. No início, foi muito difícil, mas depois que aprendi que podemos amar e sermos amados mesmo sem estarmos grudados, a vida ficou mais leve.


A família (do termo latino familia) é um agrupamento humano formado por duas ou mais pessoas com ligações biológicas, ancestrais, legais ou afetivas que, geralmente, vivem ou viveram na mesma casa. Pode ser formada por pessoas solteiras, casais heterossexuais, casais homossexuais, entre outras constituições presentes em diferentes contextos sociais. Constitui uma das unidades básicas da sociedade. (wiki)
aproveita e salva essa imagem, para a vida!

E você, qual a sua experiência com festas e datas comemorativas? Tudo junto misturado ou já está como eu, há tempos passando sozinha ou em núcleo familiar?

Bjinhos, bjinhos, 

Ana Laura

0 comentários

Deixe o seu comentário aqui.