Segredos para começar o ano bem

Olá, Gurias! Tudo em ordem com vocês? Comigo sim...

O ano de 2017 está acabando... o meu foi recheado de alegrias e tristezas, de muito aprendizado e compartilhamentos... Chegadas e partidas (a minha sobrinha, Mel, nasceu e a minha avó, Laura, partiu...). Confesso que ao "olhar" para esse ano parece que estou olhando para um década ao invés de trezentos e tantos dias... e é o que me faz sentar a qui e escrever/compartilhar ideias de como começar o ano bem... porque sim, é o que sempre precisamos, começar e recomeçar! Apesar de eu não ser nenhuma fada madrinha, quero compartilhar coisas que tenho feito e tem dado certo...Vem comigo! 


Acreditar e compartilhar...
Acreditar em você e em seus sonhos. Acreditar que a vida está dando certo e que pode ser ainda melhor. Para deixar isso mais concreto, aprendi que é preciso compartilhar as metas com alguém próximo e ainda com aquelas pessoas que podem ser colaboradoras do processo de realização...

As ferramentas para esse tipo de ação são inúmeras: café com amigos e/ou futuros colaboradores; painel de ideias e desejos virtuais ou físico; lista de metas na agenda com indicação de possíveis colaboradores... e por aí vai! O importante é:
  •  ter em mente o que se quer;
  • colocar no papel; 
  • compartilhar;
  • colocar em prática.
Metas divididas em curto, médio e longo prazo
Se tem uma coisa que aprendi esse ano na disciplina de Coach do MBI, que além de compartilhar o que quero fazer o que já fiz, foi que precisamos ter metas com diferentes prazos... isso ajuda na realização e na empolgação de continuar colocando os sonhos e desejos em prática.

Organizar-se!
Organização e planejamento é a alma do negócio... mesmo quem não trabalha fora, sabe muito bem o quanto uma agenda, um cronograma, colabora para o bom andamento das coisas (inclusive para a melhora na economia do lar!).  Se você é daquelas que gosta de papel, invista em agenda estilo planner e muitos post-it; já se prefere o digital, dá para usar a agenda do smatrphone, os blocos de anotações e até aplicativos gamificados (eu uso agenda Google e o aplicativo Habtica, duas ferramentas que têm me ajudado a manter as metas em dia e são gratuitas!).

Faxina no ambiente e na alma...
Pelo que acompanho do meu público leitor, você também faz parte daquele grupo que já escutou a mãe, tia ou avó falando que sexta/sábado é dia de faxina; que quando vira a estação, tem que fazer faxina, ou ainda, quando chega perto do Natal, tem que fazer a MEGA faxina do ano porque vamos receber visitas rsrsr

É lógico que não precisamos ser "as loucas" da faxina, mesmo porque, se levarmos as metas em dia, não teremos o caos da acumulação... o tenho feito muito ultimamente é:
  • limpeza no ambiente: na troca de estação, uma bela limpeza e doação de roupas, calçados e acessórios. Em geral, faço isso duas vezes por ano (verão/inverno) e não compro NADA novo sem antes dar uma bela conferida no que tenho e no que preciso para complementar o que já tenho... Isso vale para roupas, calçados, acessórios, maquiagens, materiais escolares, cozinha... enfim, para tudo!
  • limpeza na alma: isso também aprendi com coach esse ano; é importante revisar os sonhos e as pessoas que estão em nossa  vida e perceber o quanto merecem esse espaço, se ainda realmente fazem parte ou se só estão ali porque nos acostumamos. Fazer isso me ajudou a perceber que algumas metas minhas já não tinham mais razão para existirem...  confesso que a sensação de leveza que isso proporciona é inacreditável!!!
Qualidade de vida
Prezar pela qualidade de vida tem sido minha bandeira nos últimos anos. Já compartilhei com vocês algumas das minhas experiências de pouca saúde pelo simples fato de não me cuidar! Quando falamos sobre isso, muita gente torce o nariz e diz que não ganha bem, que não tem tempo ou ainda, que não tem qualquer outro tipo de condição de mudar os hábitos...
 
Ok, minha genética é boa, papai e mamãe se esforçaram e deram literalmente o sangue deles (e se preciso o fazem até hoje!) por mim e pela minha irmã. Então, cuidar-me, preservara minha saúde   é nada menos que minha obrigação, comigo, com meus pais e com Deus. 
  • alimentação regrada - isso não quer dizer não comer pizza. Mas quer dizer: tomar café da manhã, almoçar comida, lanchar, jantar e fazer ceia...(ainda preciso ingerir mais água! Eis a tarefa para esse ano!)
  • atividade física - não fui a mais regrada, mas pela primeira vez na vida consegui ir ao treino funcional e à corrida durante praticamente todo o ano. Aos poucos, está virando hábito, está começando a fazer parte de mim e estou MUITO feliz com essa conquista!
  • revisão de saúde - pelo menos uma vez por ano faço a minha revisão com um médico. Faço TODOS os exames de sangue (todos os anos), pelo menos uma vez ao ano... o meu médico fica quase louco comigo ahahaha. Esse ano, inclui uma visita ao dermato e ao cardio, só por precaução. 
  • trabalhar com o que amo - trabalhar com o que amo tem feito muito resultado. Apesar de que a recompensa R$ nem sempre é a melhor nas áreas que escolhi, me adaptei, organizei a vida financeira e está dando certo... tem sido uma questão de organização e escolhas. 
  • tempo para mim e para família - apesar de ter viajado menos do que realmente gostaria (e isso está diretamente relacionado com a minha opção de trabalho, se é que me entendem ahahaha), valorizei cada momento que passei com a família e amigos. Tenho vivido esses instantes como se fossem sempre únicos. É uma forma de aproveitar onde estamos e com quem estamos. Se é o dia que tirei para tomar um café com uma amiga, é isso que farei. Se é o dia que tirei para jogar vídeo-game ou ver séries com o namorido, é isso que farei... 
NADA do que falei aqui é realmente um SEGREDO ou algo que já não sabemos. A única coisa que falta, muitas vezes, é alguém nos lembrar disso e nos ajudar a colocar em prática... é aquele empurrãozinho para o bem - que às vezes precisamos levar...
Para fechar com chave de ouro, vale a pena fazer o vidrinho da gratidão e de frases, músicas ou poemas que nos inspira. Esse é um hábito que eu tinha muito quando adolescente e que me ajudou a superar aqueles dias que eu não estava tão de bem com a vida... 

E vocês, quais são os seus segredos para começar (e terminar) o ano bem?

Espero que 2018 seja um ano repleto de aprendizados e realizações! Obrigada pela companhia de cada um de vocês - leitores e parceiros - durante o ano que passou!  Certamente sou muito grata em saber que tem pessoas que leem as coisas que eu escrevo (já que essa é uma das minhas paixões e um dos meus trabalhos!).

Bjinhos, bjinhos,
Ana Laura 

0 comentários

Deixe o seu comentário aqui.