Deixar de ser sedentária é realmente necessário

Olá, Gurias! Tudo em ordem com vocês? Comigo sim...

Já pegou a sua bebida predileta? Se ainda não, pega lá porque vem papo bom hehe


Há aproximadamente uns dois meses, estávamos em casa vendo as Olimpíadas e  comentei com Fabricio o quanto eu acho empolgante ver a minha prima de 2º grau (Mari) participando de corridas... Sério, ela não é aquelas pessoas que crescem numa família de atletas; ela resolveu mudar o estilo de vida e simplesmente fez acontecer. Ficamos mais alguns dias conversando sobre esse assunto. Ele ex-atleta e eu uma exemplar sedentária hehehe. 

Eis que resolvemos que realmente precisávamos sair do sedentarismo atual. Não por estarmos com algum problema de saúde, mas por ter vontade de envelhecermos saudáveis, com energia e saúde para viajar, aproveitar a vida... 

Empolados com a ideia e com os objetivos pessoais a médio e longo prazo, demos início a bateria de exames ;) Aliás, isso é algo que as pessoas não estão nenhum pouco acostumadas a fazerem, não é mesmo?

O cardiologista me olhou com cara de paisagem (e alegria) quando eu disse que estava lá só para saber se poderia seguir em frente com os meus planos.

A fisioterapeuta, admirada, disse que dá para contar nos dedos quem chaga lá para fazer uma avaliação (que o plano de saúde não cobre) antes de sofrer uma lesão por esforço errado... A propósito, adorei o trabalho dela e fica a dica para quem quiser uma avaliação bem-feita: Podoclinic Palmilhas e Fisioterapia, com a Drª.Dra. Elisa Ferreira.
Resultado: descobri que minha saúde está ok; que papi e mami capricharam ao fazer meu coração e pulmão e que todo o meu rebolado é por falta de força muscular hehehe

Para escolher onde treinar, não foi tão difícil pois tínhamos em mente o que queríamos X o que precisávamos. Pesquisamos por profissionais que atuam dentro do nicho de atividades que nos ajudarão durante as etapas dos nossos planos pessoais para curto, médio e longo prazo e optamos por treino funcional (porque gostamos e também por indicação da fisioterapeuta). No final das contas, escolhemos treinar no centro de treinamento HUB-Treinamento Funcional.

Atualmente estou no meu 11º treino, que tem duração de quase 2 horas cada um, com frequência de 3 vezes por semana... se deixei de fazer alguma coisa para colocá-lo na minha rotina? Apenas reorganizei a minha agenda e, aos poucos, as coias estão entrando nos eixos. 

Apesar de eu não engordar com facilidade, a nossa alimentação já era regrada. Aqui em casa não entra frituras e raramente temos refrigerantes. A única coisa que cortamos, foi meu excesso (excesso MESMO) de chocolates hehe 

Aos poucos começo a me sentir mais disposta, apesar de muitas vezes bater uma preguiça do cão de ir treinar ou ainda, sentir as dores só de lembrar do pós-treino... Mas aí, lembro do quanto é legal ter saúde, ter pique para fazer as coisas e, além disso, do investimento R$ que está sendo feito ;) aí, prendo o cabelo, troco de roupa, e lá vou eu pro treino do dia. Confesso que estou amando (inacreditável pensar nisso!) e estou bem empolgada em continuar essa jornada ;) 

Se um dia eu fizer um treino que não fique tão acabada (minha amiga que é treinadora já avisou que se eu fizer tudo certinho, isso NUNCA irá acontecer :p) gravo um vídeo e mostro por aqui. Por enquanto, fica o registro dos meus pezinhos que postei no meu Instagram no 1º dia de treino hehe


E vocês, praticam alguma atividade física? Ou ainda fazem parte do time dos sedentários?

Ah, e como é mês de outubro (rosa), não poderia deixar de cutucar: os seus exames de rotina estão em dia!? 

Bjinhos, bjinhos,
Ana Laura 

0 comentários

Deixe o seu comentário aqui.