terça-feira, 23 de junho de 2015

5 verdades que nem toda mulher conta

Olá, gurias! Tudo em ordem? Comigo sim...

Como sabem, essa semana estou na correria com minha viagem para o curso de verão na Espanha (huhul). E, resolvi confessar para vocês 5 verdades que nem todas as mulheres contam (inclusive as blogueiras e "celebs"). Bora conferir e ver se vocês concordam comigo!!! Deixem nos comentários as suas verdades secretas :)

1ª Unhas feitas é opção e não obrigação!Nem sempre temos a unha feita. Isso é fato! Não é porque sou blogueira e porque tenho como um dos temas semanais a esmaltação, que sempre estou com as unhas esmaltadas. Hoje mesmo é um exemplo disso, vim de uma semana muito corrida (e eu um pouco desorganizada) e acabei não tirando um tempo para esmaltar minhas unhas. Aliás, meu marido até me perguntou se iria viajar para a Europa, ficar um tempão fora com as unhas sem esmalte... é lógico que não, me programei para fazer as unhas assim que chegar por lá. A verdade é que ter as unhas esmaltadas não pode ser uma obrigação mortal e que nós mulheres temos o direito sim de deixar as unhas natural sem nos punir por isso.  Aliás, as unhas agradecem um dia ou dois de respiro sem esmalte, sabia?


2ª Fazer depilação é MUITO chato!Apesar de amar ter a pele lisinha, sem nada de pelos, odeio fazer depilação. Já usei lâminas e cremes depiladores, mas certamente me irritam muito mais do que a depilação com cera morna. Então, há alguns anos optei por cera – já que não sinto dor – e mesmo assim me irrita demais ver os pelos crescendo e ter que esperar o tamanho certo para depilar. Sem falar que apesar do papo com a esteticista ser bom – e praticamente uma terapia – o custo dessa “brincadeira” não é nada baixo. Se já pensei em fazer tratamentos para durar mais, como a lazer ou fotodepilação? Sim, mas meus pelos são claros e teoricamente não “pegam”.

3ª TPM: às vezes eu me rendo!Os hormônios realmente influenciam nosso cotidiano. Aos poucos a gente vai aprendendo a lidar com eles, mas nem sempre temos o total controle. Às vezes eles acabam dominando nosso corpo e, para piorar, escutamos “são os hormônios”... eu realmente acredito que homem também sofre desse mal, a diferença é que nós mulheres somos tão compreensivas que muitas vezes nem percebemos que a alteração chata de humor do nosso companheiro é resultante de uma mudança hormonal. TPM? Nem todas sofremos disso por já ter aprendido a controlar, o que não quer dizer que estamos impunes. Eu mesma, quando me dou conta que estou chata além do corriqueiro, mudo a alimentação para compensar a mudança hormonal e as pessoas ao meu redor conseguirem conviver comigo sem que eu maltrate – muito – ninguém.

4ª Por que carregamos tantos batons na bolsa se temos apenas uma boca?Há algum tempo tenho observado que o batom é um termômetro do meu humor! Tem dias em que acordo com uma vontade imensa de sair com um batom vermelho, daqueles de parar o trânsito. Outros dias, acordo com vontade apenas de usar um hidratante labial. Isso quando a vontade não muda durante o dia!!! Já observei que não é só o fato de gostar de uma marca, textura ou cor de batom específico. O meu estado de ânimo realmente influencia na escolha da cor do meu batom. E não, sem sempre a escolha do batom vermelho ou rosa (vistos como cores “alegres”) são as minhas escolhas para os dias que estou feliz, tranquila ou algo assim. É simplesmente uma vontade tão forte de usar esse ou aquele, que não consigo mudar, mesmo que o “meu eu análise de imagem” diga que eu deveria rsrs Resultado disso? Carrego vários (3 a 4) batons na minha bolsa com cores e texturas em diferentes rsrsr

5ª Tomar anticoncepcional (ou qualquer outro remédio de uso continuo) cansa!Quem toma anticoncepcional ou qualquer outro remédio de uso contínuo sabe bem o que estou falando. É uma encheção de saco todos os dias ter que tomá-lo. Ok, eu sei que é algo simples e rápido de ser feito, sei também que tem várias opções e alternativas, assim como sei que todas têm seus prós e contras. No meu caso, o único contra do anticoncepcional – em meio a muitos benefícios – é ter que lembrar de toma-lo.  Por mais que eu me sinta bem o mês inteiro e não quero nem lembrar de como é uma vida sem controle do meu ciclo e com cólicas mortais, odeio quando acho que vou engoli-lo sem sentir o gosto de remédio e isso acaba não acontecendo (hunnnfff). Para fins contracepção, ainda tenho o sonho de inventarem um anticoncepcional compartilhado, um que cada dia um dos pares tome! Aliás, toda noite falo para o meu marido: “hoje é o seu dia” ao que ele me responde: “meu dia foi ontem” kkk uma brincadeirinha para descontrair esse compromisso (chato) de adulto.


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário aqui.

testando