Como eu me sinto quando: De repente 30

Olá, gurias!Tudo bem? Comigo sim...

Bem, para quem não sabe, hoje é o dia mais lindo do mundo, do mês mais lindo e maravilhoso: 17/03, meu aniversário.

Além de um dia de festa, para mim é um dia de oração e agradecimento pela vida. Apesar de amar o dia de hoje, sei que ele não é só meu - e isso já tem algum tempo. Para mim, é um dia marcado pela passagem do meu aniversário, pelo aniversário da falecida avó do meu marido e pelo falecimento de um amigo (2002).

E esse ano, diferente de outros, está sendo um dia de "reflexão". Antes de chegar o dia de hoje, ficava imaginando como seria quando tivesse 30 anos. Sei lá, parecia uma idade tão distante e tão grande, que eu não conseguia sequer imaginar como eu seria e como eu estaria. Quando eu fiz 18 anos, imaginava que quando fizesse 30 estaria mais envelhecida, que seria a Senhora Ana Laura... e não. Hoje não me sinto envelhecida (apesar de ser rabugenta com algumas coisas). Acho que um pouco disso se deve a nossa opção de não termos filhos, o que faz com que a gente não se sinta velho, por não ver ninguém crescendo perto da gente...

Só sinto que estou mais velha quando vejo meus ex-alunos se casando e tendo filhos, meus primos que vi mamar, se formando, casando e tendo filhos... enfim, quando o ciclo da vida começa a "dar as caras"...

Posso dizer que sou uma "trintona" como meus alunos e familiares me chamaram hoje, muito feliz. Tenho uma família que amo (meu marido e eu), tenho pais e amigos maravilhosos, e muitos parentes que moram no meu coração. Tenho saúde, como e não engordo, trabalho em profissões que amo. Não sou rica mas tenho acesso a maioria das coisas que gostaria de ter... enfim, uma pessoa feliz e muito mais realizada do que imaginava que estaria aos 30 anos quando tinha 15 ;)

Quero aproveitar o post de hoje para dizer MUITO obrigada a Deus, aos meus pais pelo sim à vida que meus pais deram quando me tiveram, ao meu marido que me acompanha e compreende e aos amigos e familiares que sempre se fazem presente em meus pensamentos, orações e que moram no meu coração. Um obrigada especial a amiga Dani, que há um ano e pouco me indicou para desenvolver uma das atividades que mais desejava (ser autora de material didático) e hoje sou! Agradeço também, a vocês leitores que me acompanham no blog, às empresas parceiras que acreditam nesse meu sonho, aos alunos e colegas de trabalho.. ;) Obrigada, com certeza vocês fazem parte da construção da minha felicidade e dos meus sorrisos que tanto gostam que eu dê!

Agora, chega de blá, blá, blá, porque isso acaba me emocionando, e hoje já derramei algumas lagrimas de alegria ao ler os recadinhos no face e no whats...

E sim, o meu lema é: NUNCA desista das coisas que faz você sorrir!

Bjinhos, bjinhos,
Ana Laura  

0 comentários

Deixe o seu comentário aqui.