sábado, 28 de fevereiro de 2015

Kino ou kiwano: mais uma fruta exótica para a listinha! #comidasaudavel

Olá, gurias! Tudo em ordem? Comigo sim...

Há alguns dias experimentamos a famosa (e ainda escassa aqui no Brasil) fruta Kino ou Kinowa. É lógico que nunca tinha se quer escutado falar na fruta que mais parecia um objeto de decoração no mercado.  Compramos, pois além de sermos comilões, estamos sempre em busca de novos sabores e texturas da culinária. 


Ao chegar em casa, lá fui eu pesquisar que fruta era essa e como deveria ser consumida. Eis o que descobri:

O kino, também conhecido como kiwano, pepino “chifrudo” africano, melão “chifrudo” africano ou melão gelatina (jelly melon), é originário do continente africano, além de ser cultivado nos Estados Unidos, Israel e, mais recentemente, na Europa. Quando maduro, é laranjado, como o da foto. 

Dá uma conferida na aparência dela...


Quanto aos benefícios e funções da fruta, segundo o endocrinologista Alfredo Cury, do SPA Posse do Corpo: 
"O kino é rico em vitamina C, possui muita fibra e não possui muitas calorias, a média é de 25 em uma fruta de 100 gramas", 
Dentre os benefícios listados, estão:
  • fortalecimento do sistema imunológico;
  • auxílio no processo de emagrecimento; 
  • auxílio no equilíbrio da flora intestinal. 
O kino é refrescante, digestivo e um isotônico natural, por possuir baixos teores de sódio e altos teores de potássio. Pela quantidade considerável de fibras que ele contém, a fruta proporciona uma maior sensação de saciedade e possui efeito laxante, auxiliando na perda de peso.
Meus (nossos) pareceres!


De fato o Kino lembra um maracujá, misturado com pepino, melancia e sei lá mais o quê! rsrsr Ainda chegamos a conclusão de que parece com kiwi, mas não muito. A diferença é que não me deu a tal da indigestão que a melancia e o pepino me causam (ufa, estava com um certo receio quanto a isso). 

O que não consegui sentir de forma alguma, foi o tal sabor amargo que alguns dizem que a fruta apresenta. A textura é densa, e não tem aroma, não é uma fruta perfumada como o maracujá. As sementes ficam dentro de "cápsulas" e se soltam facilmente, como acontece com outras frutas. - quando mordidas, não soltam gosto algum.

É de fato uma fruta refrescante (e viciante, dá vontade de ficar comendo sem parar). No final das contas, além de comê-la assim, fiz uma geleia - que não ficou com sabor muito acentuado de nada rsrsr, mas como é doce, eu gostei kkk

Quanto aos benefícios prometidos, não tenho como dizer nada,  (é lógico!) pois comi apenas uma vez e não fiz controle médico de nada para ter certeza da eficácia...

Em linhas gerais, é uma fruta que desperta mais curiosidade do que vontade de comer. Acho que deve ficar boa em forma de calda para colocar num musse ou ainda, para temperar uma carne ;) Vi algumas receitas e fiquei curiosa e com vontade de fazê-las, no mínimo bonitas ficam rsrsr 

Eis algumas das encontradas!

Molho kiwano (salgado)
  • suco de uma lima
  • um dente de alho
  • uma mão cheia de coentro fresco picado
  • uma cebolinha ou 1/8 de cebola
  • 1/4 de colher de chá de cominho
  • sementes de kiwano em uma vasilha;
Misture tudo numa vasilha, adicione um pouco de óleo vegetal ou azeite de oliva para cobrir os ingredientes e utilize a mistura em carnes ou vegetais grelhados. 

Mousse de Kino ou Kiwano (doce)
  • 2 kinos (polpa);
  • 1 copo de iogurte natural;
  • 1 colher (sopa) de mel;
  • 2 bolas de sorvete de creme.

Misture todos os ingredientes no liquidificador. Depois é só colocar o creme em pequenas taças, esperar gelar e servir.

Custo e onde encontrar: aqui em Joinville/SC, encontramos no Angeloni e pagamos R$2,57 a unidade. 

E vocês, já comeram essa fruta? Como foi a experiência?
Bjinhos, bjinhos
Ana Laura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário aqui.

testando