Chefs no Parque: um domingo agradável em Joinville

Olá, gurias! Tudo em ordem com vocês? Comigo sim... queimada do sol de hoje (por ser uma tobó e esquecer de passar protetor solar ante de ficar numa fila interminável rsrsr) mas muito feliz. 

Como sabem, procuro prestigiar os eventos que são promovidos nos finais de semana aqui em Joinville. Como aqui em casa somos comilões de carteirinha, eventos gastronômicos sempre estão em primeiro lugar na nossa listinha de "o que fazer no final de semana" ;)


A escolha para esse domingo, além da tradicional visita à Joinville-a-Porter (falarei sobre as novidades em outro post), foi participar do Chefs no Parque, um evento promovido por chefs aqui de Joinville, que tem por objetivo disseminar a cultura do hamburguer gourmet sempre ao som de um rock ;)

Edições similares a de hoje já aconteceram em outros lugares da cidade, das quais não participei. A primeira edição, que foi numa rua, abandonei ao ver as filas. A 2ª e a 3ª, abandonei antes de mesmo de passar por lá. Como gostamos muito de passar a tarde de domingo no Parque Expoville, resolvemos que era uma boa opção encarar a edição de hoje, organizada por  Nathasha Vieira. 


Apesar de ter visto o anuncio no Evento promovido via Facebook (confira a página aqui), acabamos não comprando os bilhetes para lanches e bebidas com antecedência... essa de fato não foi uma boa ideia, pois ao chegar no evento hoje cedo, antes das 11h, as filas eram enormes... mas a fome e as "lombrigas" também rsrs Encaramos uma hora de fila para comprar os bilhetes e mais uma hora para trocá-los pelos lanches. 

Sobre os lanches ;)

Já saímos de casa com a listinha dos lanches que queríamos degustar. Salvei as fotos com a "cara" e o nome de cada lanche, para não ter erro. Eis um pouco das minhas impressões sobre cada um deles...

IPA Burguer - Chef  Wagner Santos 

Um lanche 100% delicioso. Pão de cevada e hambúrguer bovino. Um combinação que certamente não poderia dar errado. Além de lindo e encantador aos olhos dos que amam uma cerveja artesanal, o sabor do lanche era simplesmente magnífico. Fiquei imaginando comer o pão do lanche com uma manteiga derretida e uma geleia rsrsr (#comilonamesmo) 

Hambúrguer de Costela no pão crocante - Chef Mauro Péres

Quando li "costela", já pensei: impossível ficar ruim, amo costela rsrsr E dito e feito, era delicioso. Carne macia, temperada e um pão muito crocante. Um lanche para pedir bis ;)

Hambúrguer de Cordeiro - Chef Ricardo Consentino

Quando penso em cordeiro, logo lembro de uma carne forte e que não fica boa se não é marinada na cerveja. Ok, não tenho muita ideia de como fizeram esse hambúrguer, só sei dizer que estava PERFEITO! O sabor da carne, com um gostinho final de gordurinha de churrasco, deixou o lanche simplesmente sensacional. Se tivesse mais um estômago, teria repetido!

Hambúrguer Trufado - Chef  Adriano Valente

Não tinha muita ideia do que esperar desse lanche. Comi porque sou curiosa e comilona mesmo rsrsr Aprovei. Um sabor muito delicioso. O hambúrguer tinha uma textura "molhadinha" e a cebola, um sabor agradável. Um lanche para comer só o hambúrguer novamente, para identificar os sabores do tal "hambúrguer trufado" ;)

Burguer Hackepeter - Chef Fabio Espinosa


Sou péssima em pronunciar esse nome. Ainda bem que não era preciso saber fazê-lo para poder comprar o meu tão desejado lanche. Adorei! O hambúrguer era gigante (simmm, muita carne) e o tempero estava espetacular. Senti falta de ter levado uma pimenta para deixar ainda mais picante rsrsr (sim, eu "invento moda" e bagunço as comidas). 

Hambúrguer de picanha recheado com provolone - Chef  Gustavo Melchert 

Se tem uma razão para ter me arrependido de não ter comprado os bilhetes dos lanches antecipados, é eu ter ficado sem experimentar essa deliciosa proposta. Pois se uma coisa é certa é que: não tem como um hambúrguer de picanha recheado com provolone não ficar bom rsrsr Esse, ficou na lista para o próximo evento - quem sabe até lá saia um desses aqui em casa, o namorido #CheffRezende já prometeu! rsrsr (Então, prefiro acreditar que tem males que vêm para o bem!kkk)

Brwnie Burger - Chef Ricardo Campos

Como já sabem eu não deixaria de experimentar um hambúrguer doce, ainda mais depois de ver essa foto e a descrição do produto rsrsr Com certeza foi uma das melhores delícias do evento de hoje ;) Depois que dei a 1ª mordida, a vontade foi de comer outros infinitos lanches desses. Ainda bem que não é todo dia que se vê esse lanche por aí rsrsr O brwnie estava simplesmente fabuloso, e o creme de avelã, impossível ser ruim. O Macaron, além de fazer as vezes do pão do lanche, deu um toque de crocância muito especial. Aprovado infinitas vezes e ULTRA curiosa pelo divulgado lanche de Ovomaltine (a propósito, onde consigo comprar, já que não ganhei?)


Sobre o evento e organização

Não poderia ser hipócrita e deixar de registrar os pontos que acredito que precisem melhorar. Afinal, isso ficaria parecendo um jabá total, o que não é nenhum um pouco meu perfil.

Problema: Por mais que tenham sido disponibilizado a opção de fazer a compra dos bilhetes com antecedência, 4 caixas para atender a demanda de pessoas que por lá se encontravam (no evento do Facebook, tinham confirmadas 5,1 mil pessoas) era de FATO pouco (muito pouco). O que acabou gerando filas intermináveis para quem optou por comprar na hora.  Como resolver? Aumentando o número de caixas ou ainda, avisando que seriam vendidas apenas um número x de bilhetes na hora (o que não acho válido, já que nesse tipo de evento aparecem MUITAS pessoas de última hora). 

Problema: filas para pegar os lanches e gente saindo sem lanche. Ficamos em média 1h em cada fila, isso depois de termos comprado os ingressos. Era 12h24 quando entrei na fila do Cordeiro, meu marido em outra e minha amiga em outra. Pior do que ficar na fila, foi ficar sem o lanche. Como meu marido questionou a equipe da barraca se teria lanche suficiente para toda a galera da fila e ele afirmou que não, saímos e avisamos quem estava por perto. No entanto, vi gente ficar mais uma hora na fila e ao chegar a sua vez, ficou sem lanche, sem NINGUÉM da organização/barraca que vendia o lanche, sair para avisar. Só colocaram a plaquinha de ESGOTADO, quando tinham 4 lanches e MUITAS pessoas na fila. Como resolver? Em relação ao tempo de fila, aumentando o número de pessoas produzindo o lanche e entregando; em relação ao choque de chegar na sua vez e não ter o lanche, fazer "contagem regressiva" e avisar as pessoas que estão na fila. Algo do tipo, galera, restam 100 lanches! TODOS perceberiam que não seria o suficiente... 

Esses foram os dois problemas que realmente me chatearam. Não me importei com o fato de não ter cadeiras ou mesas, afinal, os organizadores tinham avisado para levarmos cadeiras de praias e guarda-sol para "um dia no parque" ;) 

Quanto a banda... a localização não foi nada boa. Não dava nem para comer o hambúrguer e curtir o som! Quem sabe se fizessem como vi uma ideia de um participante dessa edição, la na página do evento no  Facebook: espalhar mais as barracas de lanches e bebidas, aproveitando o espaço do parque e deixar a banda mais próximo de um local onde o público ficaria ;)

Apesar dos pesares, Valeu a pena! Foi um domingo de comilança (muito boa por sinal) e de muito sol ;) Que venham mais edições de Chefs no Parque. 

Bjinhos, bjinhos,
Ana Laura 

0 comentários

Deixe o seu comentário aqui.