Não dá para não dizer nada... #acordaBrasil

Olá Amadas, tudo bem com vocês? Comigo sim. Quer dizer, quese... agora com insônia rsrsr não consigo parar de pensar em tudo isso que estamos vivendo. Não sei qual é  a sensação que vocês têm, mas a minha é de ao mesmo tempo angústia, impotência, alegria, tristeza... enfim, muitas emoções (literalmente).

Fico pensando no papel de cada um noma hora dessas e, como blogueira e professora acredito que seja minha obrigação pronunciar-me a de certa forma ajudar a esclarecer alguns fatos. Ainda vejo pessoas que apesar de estarem o tempo inteiro conectadas dizem não sabe o porquê disso tudo - sim Amadas, triste e verdadeira :( essa realidade. 

Fico sem palavras e pensando em como tudo isso vai acabar: será que conseguiremos as mudanças pelas quais estamos lutando? Será que a Copa ainda acontecerá? Aliás, será que os países vizinhos (e de longe também) virão para esse evento? Como reagir a tudo isso?

Além de pessoas "normais" que ainda não estão entendendo tudo isso, vi reportagens de pessoas que estão diretamente na mídia dizendo que pouco se importam (uau, é o nosso país) e que deveríamos dar valor ao FUTEBOL aahaha #ódio. É isso que sinto: ódio.  Como pode alguém achar que isso tudo é errado??? 

Sim, não deixo de questionar-me o quanto há de manipulação dos  fatos em torno disso tudo... mas ao mesmo tempo, acredito que o movimento é real. Mesmo com aqueles que estão indo às ruas ainda sem saberem direito o porquê, logo a verdade aparecerá. 

O que nos resta fazer?
*buscar saber pelo que estamos lutando;
*entender/conhecer a PEC 37;
*entender que o mísero aumento nas passagens de hoje, não são tão míseros assim (Veja o que comentam sobre isso (lá fora) aqui);
*entender que o fato de fazer passeata não é motivo para guerra entre pessoas do mesmo país (policiais  X restante da nação) - respeito é bom e TODOS queremos;
*entender que  movimentos como esse não devem ser usados para destruição de patrimônio público e nem privado;
*relembrar que muitos de nossos antepassados já lutaram por algo semelhante e conhecer as consequências;
*lembrar a atitude de cada representante politico na hora das eleições nos próximos anos (povo sem memória resulta no que estamos vivendo agora);

Sério Amadas, se ainda não sabemos algo a respeito disso tudo, não custa nada buscar conhecer e se possível dialogar com pessoas (pais, avós) que têm experiências com isso. Sem falar nos queridos professores de História. É relembrar a História do país para fazer algo melhor do que já foi feito...

Grande abraço a todas e bora fazer cada u a sua parte. Com certeza temos muitas outras questões a serem levantadas nessa luta (salário dos professores, salário mínimo, situação dos aposentados, aborto, bolsas de tudo quanto é tipo... e por aí vai). A tarefa de cada um agora é conhecer sobre as causas e ajudar nessa grande batalha. 

Beijinhos, beijinhos,
Ana Laura

0 comentários

Deixe o seu comentário aqui.