sábado, 2 de fevereiro de 2013

Beatriz

ISBN: 9788501094223
Autor (a): Cristovão Tezza
Tradução: ----
Número de páginas: 144
Ano:
2011
R$ 34,90 Compre aqui  
Editora: Record
Pontuação: ♥ ♥

  • Sinopse do Skoob: Sete histórias longas e um prólogo revelador compõem Beatriz. Beatriz é a personagem do romance Um erro emocional, que acompanha agora o autor em situações originais. Em Beatriz, mergulhamos na ficção e, paralelamente, refletimos sobre as relações entre leitor e autor, leitura e livro, o escritor e a liturgia de seu trabalho.
Meus pareceres: Confesso que como fã dos romances do escritor, esse livro me deixou extremamente decepcionada. Os sentimentos foram os mais diversos: raiva, ódio, decepção.. enfim, nada bons.
No entanto, após uma segunda e terceira leitura - com o (maldito) olhar de crítica literária, o que foi possível observar é: sim, Cristovão escreve contos. E muito bem. Enquanto narrativa, pontuação, linguagem... os aspectos "formais" do conto, todos foram alcançados. Sem falar na habilidade de pontuar "a la Saramago": parágrafos longos, com poucos pontos finais e que prendem a atenção.

Os personagens das histórias que acontecem em Beatriz, são na grande maioria "reutilizados" de obras já publicadas pelo escritor. Os que de nome antes não existiram, a personalidade já se fez presente.

A "la Realistas", que criticavam o que viviam, é como se desenvolve a trama do livro: os contos dão a sensação de "denunciar" algo que parece real. Parece, e muito, um grande desabafo. Fala da professora e sua submissão diante de fatos; do escritor que não aguenta os leitores e "enrola" na tão esperada mesa redonda - inclusive o amigo; da mãe que se preocupa com a iniciação do filho; do "vizinho" de poltrona no ônibus que insiste em saber sobre você...

A capa e a distribuição do texto em diversos contos como se fossem novos capítulos que ora conversam entre si e ora não,  simplesmente completam o sentido de ser "simples" e ao mesmo tempo falar (algumas das) verdades que já estavam virando verde-musgo.

Em resumo: se você admira os escritores, é apaixonado por assistir mesa redonda com eles e acha que leitor bom é aquele que tenta contato com o seu "querido escritor"... boa sorte ao ler esse livro. Seu mundo de algodão-doce com certeza irá por água abaixo logo nas primeiras páginas.  Não estou dizendo que não é um bom livro. Apenas fala (acredito eu) muito do que alguns escritores sempre tiveram vontade e nunca tiveram coragem.

Boa leitura!
Abraço e até a próxima parada.
Ana Laura

***post publicado originalmente em Um cantinho para expressar por Ana Laura Queiroz***

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe o seu comentário aqui.

testando